5.2.Tecnologia e sustentabilidade

A notícia da revista Visão de 1 de Abril, aborda o problema dos recursos energéticos numa perspectiva sustentável. Destaco as seguintes  partes que passo a transcrever:

“Bill Gates… decidiu investir…numa pequena empresa na investigação e desenvolvimento de reactores que usam urânio natural ou empbrecido (não enriquecido, como as centrais comuns… A empresa de investigação de gates, a Terra Power, já entrou em negociações com a gigante Toshiba para estudar o desenvolvimento de mini-reactores… as centrais nucleares desejadas podem operar em circulo vicioso…alimentando-se do combustível que elas próprias (centrais) produzem e do urânio empobrecis«do que constitui os resíduos intratáveis…Se tudo correr como se perspectiva, essas fábricas de electricidade serão auto-suficientes durante um século”

Nesta notícia vou destacar dois aspectos que considero relevantes. Um, refere-se à importância do conhecimento científico e as suas aplicações tecnológicas, que neste caso, tem como finalidade o desenvolvimento sustentável. O outro é o poder económico, o Bill Gates, financiar um projecto com o qual se pretende resolver um problema mundial que está a afectar o equilíbrio do nosso Planeta: a dependência em relação aos combustíveis fósseis que pela combustão libertam dióxido de carbono, gás responsável pelas alterações climáticas,que estão a afectar o equilíbrio dos subsistemas terrestres e, consequentemente, a colocar em perigo a sobrevivência do Homem. Claro que a utilização da energia nuclear não é uma inovação, só que as actuais centrais nucleares, além de implicarem um grande investimento financeiro, não oferecem total segurança (central de Chernobyl é um exemplo) e  são produzidos resíduos perigosos para o ambiente. Estes dois últimos, de acordo com a notícia, serão resolvidos. Como as centrais serão auto-suficientes durante um século, mesmo que o investimento financeiro seja elevado, a rentabilidade da produão determinará um baixo preço da energia.

Portanto, é uma iniciativa louvável e com poder para a resolver.

Como remate final não posso deixar de referir uma frase muito significativa “A Terra não pertence ao homem; o homem pertence à terra…O homem não teceu a rede da vida, ele é só um dos seus fios. Aquilo que ele fizer à rede da vida ele o faz a si prórpio.”Poema Ecológico.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: